Assim como os antigos viajantes os exploradores contemporâneos se utilizam de técnicas e aparatos afim de descobrir e desbravar horizontes. Esses pesquisadores devem estar aptos para as adversidades que poderão encontrar, como mudança de temperatura, terremotos, enchentes, chuvas torrenciais, fenômenos esses que estão se tornando cada vez mais imprevisíveis. Além disso devem estar preparados para superar obstáculos em qualquer tipo de território ou ambiente, nesse planeta ou até mesmo fora da Terra. Desse modo, a ampliação dos sentidos de percepção do ambiente poderá auxilia-los a enfrentar o que está por vir.
Dentre os acessórios básicos e imprescindíveis para todo viajante a mochila é um dos mais importantes, pois é onde o explorador carrega equipamentos, utensílios e mantimentos necessários à sua sobrevivência. Outro item é o bastão ou cajado que dá apoio nas caminhadas. Considerando que a humanidade desenvolve ferramentas que auxiliam na realização de inúmeras e diferentes atividades e que praticamente todos esses mecanismos passam por alguma alteração evolutiva ao longo de seu uso, proponho a hibridização desses dois objetos, para além das suas usuais funcionalidades.

Agradecimentos ao Guto Nóbrega, a Malu Fragoso e o NANO pelo convite para participar no Open Lab do Hiperorgânicos 8, Angélica de Carvalho pela performance e a Marinah Raposo pelos primeiros testes.

bursa escort bayan bursa escort bayan bursa escort bayan bursa escort bayan bursa escort bayan
istanbul escort bayan bayan escort escort istanbul escort kadıköy escort