Os ambientes contemporâneos nos envolvem de imagens, por vezes nem as notamos em função da nossa imersão inconsciente, outras relações recorrentes acontecem com os objetos, esses em sentidos físicos e utilitários para as histórias com apenas as suas funcionalidades básicas, pensá-los apenas a nos servir para um mundo comum. Na exposição, Jonas e Tirotti se envolvem com a investigação da imagem e seus desdobramentos, um resultado do projeto Autonomia da Imagem ao mergulhar no instigante processo de arte, a grande chance de experimentar o mundo imaginário e improvável. Os suportes encontrados são muitos, pode ser um vídeo, uma foto ou uma passagem de significações, pois o meio físico hoje, são números, um contexto para um novo elemento: o visitante, que agora é parte da obra. Compartilhar as novas formas de apresentação, interatividade ou mesmo um motivo que possa influenciar o comportamento. Se tudo o que falamos ou criamos está contido em um suporte, a ideia se transfigura numa linguagem e se instala num ampliador vivo (dispositivo tecnológico), para estabelecer a relação com o outro. A substância causada por uma ideia, vai usufruir dos códigos da linguagem adotada, a imagem originária das poéticas dos artistas no momento em que, essa imagem, por si, assume um comportamento próprio, uma interação para alcançar uma certa autonomia por ela mesma. Vem trazer as inquietações e brincar com as possibilidades entre a escolha preestabelecida à possibilidade em oferecer uma nova experiência.

Artistas Jonas Esteves e TiroTTi (Coletivo em.mente)

bursa escort bayan bursa escort bayan bursa escort bayan bursa escort bayan bursa escort bayan
istanbul escort bayan bayan escort escort istanbul escort kadıköy escort